quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Chega de saudade


Chega de saudade

Não como na música de Tom
Pois sem ela há paz e há beleza
E a tristeza
Só atinge a quem deixa ser atingido

Por que sofrer por um único ser humano?
Se há mais de 5 bilhões de outros tão importantes quanto...

Ainda lembrando da poesia de Tom
Se ela voltasse, mais do que uma linda coisa, seria uma coisa louca

Livre - penso, reflito, revivo e agradeço
Sonhando com seus lindos olhos verdes olhando pra mim
Penso não só na tulipa
Mas também na rosa e outras flores que ora cultivara em meu jardim

Deslumbro um girassol que parece ter vindo irradiar
Que mesmo distante, alegra e reanima
Mas pego-me a ansiar por uma flor no país das maravilhas
Que infelizmente não terá cultivo em meu jardim

Pois poucas são as flores que podem florir por aqui
Caliente, muy caliente
Diria a maioria delas
Por isso, devo me retirar e admirá-las em seus sítios

Retiro a crosta de preconceito
Para manter viva a chama de linda amizade
Que entre iguais nasceu
Mas que por diferentes é vista

A vida é bela
Veja o Sol de dentro da água
Sinta a energia após o Kampô
Ficar sozinho também tem seu valor

O abraço desinteressado de um amigo
O sorriso saudoso de uma mãe
Sinta como é querido
Isso sim, não tem preço

Dever cumprido
Não há do que se arrepender
Agora é ir de bubulha
E deixar a vida viver!



Que a paz de Deus nos acompanhe!

2 comentários:

Laura disse...

Como disse, sempre passo aqui.
Com certeza Thi ficar sozinho também é muito bom, se curta faça as coisas para vc, vá a lugares que queira ir, compre as coisas que vc quer, olhe o mundo a sua volta, sinta os perfumes do ar(ae então no meio da mata, meditaria tds os dias, srsr) eu sentaria na terra, respiraria bem fundo, sentia a mensagem que Deus tinha para mim naquele momento, e agradeceria por tudo que tenho, a que delicia, aqui em São Paulo é mais difícil poder fazer isso,rsrs, não temos muitos lugares com mata. Beijos Thi tudo de bom para vc!

Vi Scheiner disse...

Thi, entendo perfeitamente suas palavras... passamos por situações muito parecidas nos últimos meses... estar sozinho tem muitas vantagens... podemos descobrir muitos outros e novos caminhos a percorrer. O que importa mesmo é saber diferenciar os momentos... Ter solitude é algo para a vida toda e não podemos deixá-la de lado. Continue plantando vida e sonhos no seu jardim, independentemente da temperatura que faça!

bjs, Vi.