sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Ainda não nasci



Ainda não nasci
E nem sexo eu tenho...
Afinal, o que é sexo?

Anjo não tem isso! E sou ainda um pequeno anjinho
Mesmo assim já sinto o carinho
De Papai, de Mamãe, da Leca e até do Tuco
Estão me chamado de baby, neném, ou até de fruto

Sou fruto de uma coisa muito bonita
Que nem papai e mamãe entendem como eu
Pois sou um anjinho e estou mais perto
De todo amor que Deus nos deu

Sou uma sementinha no ventre de mamãe a crescer
E com certeza até o dia que nascer
Muitos sorrisos ainda irei fazer brotar
Porque sei que todos que conheço
Só vão saber me amar

Coisa mais importante já sou
E mesmo sem nem ter aparecido
Se continuar assim imagine
Como serei importante depois de crescido...

Nazaré, João ou José
Uriel, Rafael ou Lorena
Para descobrir agora quem eu sou
Nem mesmo com uma novena

Sou de papai e de mamãe
Meu nome eu vou apresentar
Mas pela ordem Divina
Eles vão ter que aguardar

Sementinha continuo sendo por enquanto
Mandando meu recadinho pelo papai
Que de dia e de noite em pranto
Chora saudade por onde vai

Já voltamos logo papai
Trabalha e se prepara com tudo
Pois a coisa mais gostosa da sua vida
Sou eu, desse ventre, esse fruto


Que São Miguel, anjo querido
Proteja nossa família do bicho fedido

Amém!

2 comentários:

Vi Scheiner disse...

Como vai o babie?
Mande notícias! :D

bjs

Luciane Morais disse...

Olá! Thiago

Obrigada!

Gostei do seu blog* Estou seguindo.

Uma ótima semana pra vc*

Abraços,
Lu